Início / Noticias / Doação de Sangue HEMOCE - 22 dezembro 2012

Doação de Sangue HEMOCE - 22 dezembro 2012

Ações Sociais
sábado, 22 Dezembro, 2012

Nosso fim de ano foi mesmo de muita agitação, não bastasse toda a trabalheira (feita sempre com muita alegria, é claro) para organizar a Festa de encerramento anual que ocorreria no sábado pela noite, nosso Clã, que não podia terminar o mês sem uma ação de responsabilidade social feita coletivamente (como é de praxe), resolveu reunir um grupo de guerreiros-cidadãos para fazer mais uma doação de sangue no HEMOCE, pela manhã do mesmo sábado.

Escolhemos a doação de sangue tendo em vista que, infelizmente, em sua maioria por falta de lucidez de consciência, o número de acidentes aumenta bastante nessas épocas festivas de fim de ano, quase sempre por conta do álcool e das drogas nas confraternizações que deveriam ser símbolo de paz, amor, reflexão e renovação interior. 

Enquanto uns tentam diligentemente mudar a si mesmos na intenção de melhorar o mundo ao seu redor (conforme buscamos fazer na EDLJJT), outros fazem questão de tornarem-se ainda mais insuportáveis em sua ignorância, e de destruírem todo e qualquer resquício de ordem e civilidade que possa existir.

Por isso falo sempre para aqueles que se entendem como soldados do Bem: precisamos nos manifestar e “vender” a ideia do Bem incansavelmente, divulgando mensagens, educando por conversas e constrangendo aqueles que ainda não estão com a sensibilidade cauterizada à ação, através dos nossos exemplos.

Vivemos um momento em que não basta ser “bom” e ficar calado e recluso no seu cantinho, é preciso militar a serviço do Bem, tanto espalhando/promovendo o Bem, como manifestando-se contra o mal e enfrentando-o diretamente sempre que possível.

Calar ou perder a esperança não é atitude de guerreiro, até porque bem lá no finzinho a coisa não gira em função de um resultado competitivo, mas sim de agir em acordo com a própria consciência.

Voltando a doação de sangue, particularmente acho essa uma das ações sociais mais nobres, pois literalmente você está doando vida (sangue) de si mesmo para outro que quase sempre não se sabe quem é. Além disso, sem dúvida é um processo desconfortável, que trás certa dor e desgaste físico as funções do corpo. Isso pra não falar dos guerreiros que se candidataram para serem doadores de medula, que é um processo ainda mais delicado.

Outra coisa que acho importante comentar, é que nas atividades promovidas pela Escola Dárcio Lira nunca levamos “só” a matéria física (digamos assim), na verdade, indo bem além disso, a vitalidade e simpatia dos nossos soldados sempre contagia de uma forma muito especial os ambientes por onde passamos, energizando positivamente tudo em volta.

Como sempre acontece, alem da missão prioritária que era a doação de sangue, nossos sociáveis e comunicativos Samurais fizeram amizade com várias pessoas que também estavam lá para doar, alegraram as enfermeiras e demais funcionários com brincadeiras e sorrisos, e deixaram no ambiente uma vibração de alegria, união, amizade, enfim, um sentimento de AMOR e de BEM; pois afinal, se a missão é espalhar o Bem, o layout das nossas ações precisa ser completo, precisa ser HUMANO e não apenas algo robotizado.

Resumindo: levamos vida, doamos vida e ampliamos nossa percepção de vida!

Vida longa ao Clã!

OSS!

PS: É importante frisar que nosso trabalho não é de ONG, mas sim de educação de consciência. Desse modo, nossos guerreiros são estimulados a assumirem uma atitude de responsabilidade social no seu dia a dia o ano inteiro, independente das ações feitas coletivamente pela ESCOLA. Portanto, preciso relembrar que durante o ano inteiro membros do Clã promoveram ações como essa (seja individualmente, seja em pequenos grupos) e não só no dia referido.

Dâmokles Lira, Sensei

Comentar

CAPTCHA
Esta questão é para testar se você é ou não um visitante humano e para prevenir envio automático de spam.
CAPTCHA de imagem
Digite o texto exibido na imagem.