Início / Noticias / Trilha Ecológica pro Lago do Boaçu - 22 março 2009

Trilha Ecológica pro Lago do Boaçu - 22 março 2009

Confraternizações
domingo, 22 Março, 2009

Seguindo o nosso calendário de atividades extra-tatame, no dia 22/03/09 cerca de 35 pessoas subiram a serra de Pacatuba em direção ao lago do Boaçu. O clima, conforme esperado, estava chuvoso e frio do começo ao fim, o que de forma alguma tirou a animação do grupo, pelo contrário, serviu de desafio ao espírito guerreiro de cada um, exercitando também nossa capacidade de contentamento e de auto-entrega ante as variações da vida.

É verdade que houve vários escorregos hilários (tinha muito barro), mas nada que o bom condicionamento gerado pelos exercícios de ukemi não resolvessem. Comédia não faltou à trilha inteira – das 8h às 16h - foram muitas risadas mesmo, mas o sutil fio do respeito ao próximo se manteve intocado.

Como em geral acontece nos nossos eventos, a moçada se divertiu de consciência lúcida, sem bebidas alcoólicas, sem fumo, sem drogas, sem brincadeiras pejorativas, sem uso de palavreado indecente, etc. Aos que almejam mais do que aprender uma forma de combate ou ter um simples hobby, integrar a Escola Dárcio Lira de Jiu Jitsu Tradicional tem se mostrado uma saudável opção para filosofia de vida.

Em meio à caminhada fizemos várias paradas para a prática de exercícios de introspecção, de extroversão, de sintonização com a natureza e para reflexões espirituais. Impressionante o amor que lá se fazia manifesto pelo clima de alegria, simplicidade, sinceridade, companheirismo, unidade, bem como disciplina e cortesia entre todos. Comentando com um aluno, falei como a harmonia do grupo em sintonia com a sublime beleza do ambiente me fazia lembrar as palavras de Jesus a respeito da pureza das crianças e que delas era o Reino dos Céus. Lá não havia lugar para apego, segundas intenções, vaidade ou coisa parecida; estávamos de volta à FONTE, ao seio da nossa mãe terra, nos divertindo como crianças e amando a vida que Deus nos deu.

Refletimos em uma das paradas que tal trilha era uma verdadeira adoração/expressão de amor a Deus, visto que Ele estava ali conosco através do reconhecimento da existência e soberania Dele que ocorria no silêncio contemplativo ante a perfeição das paisagens; no nosso amor por Ele demonstrado através da gratidão que brotava em nossos corações pelas emoções sentidas e na sincera alegria pela vida através da qual estávamos vivendo aquelas experiências; também no respeito demonstrado por Sua obra quando estivemos a coletar lixos - os nossos e os deixados por outros grupos - encontrados pelo caminho e na explícita (mesmo nos mais tímidos) integração saudável dos participantes.  Havia algo de espiritual naquele lugar e é inegável que cada um sentiu de alguma forma e da sua forma, Deus mais íntimo de si.

Creio que é isso. O mais ficará para sempre guardado como chama acesa na memória do coração, alimentando nossa alma através da gratidão gerada por tão belas experiências vividas em tão maravilhosa passagem de existência terrena. Pois como disse o poeta português Fernando Pessoa: “Tudo vale à pena se a alma não é pequena”.

Nossos mais profundos agradecimentos a Deus como Pai proporcionador daquelas alegrias, ao Mestre Dárcio Lira como mentor idealizador dessa maravilhosa filosofia de vida, ao Grupo Zumbi (guias) pelo zelo e cuidado com nossa segurança durante todo o percurso, e a cada aluno ou instrutor que pelo amor aos princípios da nossa Escola fizeram com que tudo ocorresse da forma tão agradável que foi.

OSS!
Dâmokles Lira Sensei

Comentar

CAPTCHA
Esta questão é para testar se você é ou não um visitante humano e para prevenir envio automático de spam.
CAPTCHA de imagem
Digite o texto exibido na imagem.